Português Idioma Oficial
With simultaneous translation in English
Con traducción simultánea al Español


O MAIOR ENCONTRO TÉCNICO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE CIMENTO ESTÁ DE VOLTA

O Brasil é um país hegemonicamente construído em concreto. E toda a construção passa pela indústria de cimento brasileira, que tem feito expressivos investimentos ampliando sua capacidade produtiva, buscando sempre novas tecnologias de fabricação que minimizem cada dia mais os impactos ambientais.

Para conhecer as ações que essa indústria desenvolve é importante criar oportunidades que permitam aos profissionais e empresas que integram o trade, apresentar todas as ações conduzidas e inovações no processo produtivo, de sorte a fomentar a troca de experiências e a transferência dos mais atuais conhecimentos sobre a indústria nacional e internacional de cimento.

E a principal oportunidade para tal se dá por meio de entidade técnica do setor, a Associação Brasileira de Cimento Portland – ABCP, que retomou a realização, com periodicidade bienal, do Congresso Brasileiro de Cimento – CBCi, promovendo assim o principal evento técnico do setor.

Renato José Giusti

Presidente da ABCP

Presidente do 7º CBCi 2016


Em 2016, ano em que a Associação celebra 80 anos de fundação, acontecerá em São Paulo, como principal evento comemorativo desse marco, a 7ª edição do CBCi. E, mais uma vez, o congresso deve reunir cerca de 350 profissionais ligados a empresas fornecedoras da indústria de cimento, profissionais do setor, pesquisadores universitários e representantes de grupos cimenteiros latino-americanos e, principalmente, do Brasil, de modo a discutirem temas como: inovações na fabricação do cimento, nos temas relacionados à competitividade, emissões, controles ambientais, normalização e qualidade do cimento, assim como novos tipos e aplicações do cimento.

Pelo exposto, estamos seguros da importância desse encontro e de contar com a presença de sua empresa e seus colaboradores no 7º CBCi 2016.

 
REALIZAÇÃO

A Associação Brasileira de Cimento Portland – ABCP é uma entidade sem fins lucrativos que completa 80 anos em 2016 e que desde sua fundação, em 1936, promove estudos sobre o cimento e suas aplicações. Reconhecida nacional e internacionalmente como centro tecnológico de referência e excelência em pesquisas sobre fabricação e aplicação do produto, a ABCP também atua no desenvolvimento de tecnologias e sistemas construtivos à base de cimento, mantendo uma equipe de profissionais graduados à disposição do mercado técnico, para consultoria e suporte a grandes obras da engenharia brasileira. Para conhecer a ABCP, visite seu portal www.abcp.org.br.

O Sindicato Nacional da Indústria do Cimento – SNIC foi fundado em 1953 com sede na cidade do Rio de Janeiro. Foi constituído para fins de estudo, divulgação e representação legal da categoria econômica “Indústria do Cimento”, assim considerada a atividade integrada de exploração e beneficiamento de substâncias minerais e sua transformação química em clínquer e consequente moagem, na base territorial nacional.

O SNIC representa, junto às autoridades administrativas e judiciárias, os interesses gerais da categoria e os interesses individuais de seus associados.

Entre suas principais atuações estão a colaboração com o Estado, como órgão técnico e consultivo, no estudo e solução dos problemas relacionados à indústria do cimento, e a prestação de serviços de assistência jurídica e técnica aos seus associados nos assuntos econômicos, tributários, meio ambiente, mineração, prevenção de acidentes e segurança do trabalho.

COMISSÃO ORGANIZADORA
PRESIDENTE DO CONGRESSO

Renato José Giusti – ABCP

VICE-PRESIDENTE DO CONGRESSO

Jose Otávio de Carvalho - SNIC

COMISSÃO
  • Ana Maria Starka – ABCP
  • Antonia Jadranka Suto – ABCP
  • Arnaldo Forti Battagin – ABCP
  • Carlos Maia – SNIC
  • Fernando Dalbon – ABCP
  • Gonzalo Visedo – SNIC
  • Hugo da Costa Rodrigues Filho – ABCP
  • Marcelo Pecchio – ABCP
  • Mario William Esper – ABCP
  • Marta Oliveira – ABCP
  • Rosângela Alves – ABCP
  • Yushiro Kihara – ABCP
  •  
COMISSÃO CIENTÍFICA

Coordenador - Vanderley M John

Eng. Civil (Unisinos, 1982), M. Eng. (Norie UFRGS,1987),  Dr. Eng. (Poli USP, 1995), Professor Associado do Departamento de Engenharia Civil da Escola Politécnica da USP.  Membro do Comite de Engenharias I da Fapesp e do Conselho Executivo da Agencia USP Inovação. Membro fundador, conselheiro e coordenador do Grupo Técnico de Materiais de Construção do Conselho Brasileiro de Construção Sustentável. Co-chair do grupo Low Carbon, Low Cost Cementitious materials Industry da UNEP SBCI. Membro do Conselho Editorial da Advances in Cement Research.  Pesquisador nas áreas de estratégias ecoeficientes para materiais cimentícios e a construção em geral.

MEMBROS

Ana Paula Kirchheim

Eng. Civil (2000), com mestrado (2003) e doutorado (2008), no Programa de Pós Graduação em Eng. Civil da UFRGS, com estágio de doutorado no exterior no Department of Environmental and Civil Engineering - University of California at Berkeley (2005 - 2006), sob orientação do Professor Paulo Monteiro e Pós-doutorado (PNPD-CAPES) pela UFRGS. Profª. “Adjunto III” no Dep. de Eng. Civil e Permanente no PPGEC (Construção-NORIE), orientando mestrados e doutorados da UFRGS. Possui projetos de colaboração com a Universidade de Sheffield (Inglaterra); Universidade da Califórnia, Berkeley e institutos e universidades na França, entre outros. Atua na área de Eng. Civil com ênfase em Materiais Cimentícios e Componentes de Construção. Pesquisadora nas áreas de durabilidade de materiais cimentícios, concretos especiais, valorização de resíduos em novos materiais, nanotecnologia, produção, caracterização e análise da hidratação do cimento Portland.

Antonia Jadranka Suto

Engenheira química (1975) e especialista em meio ambiente da Associação Brasileira de Cimento Portland. Responsável pela Implantação do Laboratório de Meio Ambiente da Associação, voltado a análises de emissões, resíduos e qualidade ambiental do produto com foco no coprocessamento. Amplo conhecimento da legislação nacional e internacional sobre emissões, resíduos e coprocessamento em fornos de clínquer. Pesquisadora na área de meio ambiente, (coprocessamento e emissões) e representante da indústria em fóruns ambientais e federações da indústria.

Arnaldo Forti Battagin

Geólogo pelo Instituto de Geociências da USP (1974) e Gerente dos laboratórios da ABCP. Especialista nas áreas de tecnologia de cimento e concreto, durabilidade e sustentabilidade do concreto, técnicas experimentais e gestão da qualidade. Representante da ABCP em comissões de estudos de normalização da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Autor e co-autor de mais de 100 trabalhos técnico-científicos publicados em revistas nacionais e internacionais e anais de congressos. Prêmios de reconhecimento pela Associação Brasileira de Cerâmica, Associação Brasileira de Cimento Portland e Federação Interamericana de Cimento, FICEM. Membro pela ABCP, do Conselho Diretor do Instituto Brasileiro do Concreto (IBRACON) e do Conselho Deliberativo da ABNT.

Edgardo F. Irassar

Professor de Materiais da Faculdade de Engenharia da Universidade Nacional del Centro de la Provincia de Buenos Aires. Diretor do Núcleo de Investigação Edgardo INMAT CIFICEN (UNCPBA-CONICET). Pesquisador de materiais cimentícios e baixa emissão de energia e durabilidade do concreto. Publicou mais de 80 artigos em revistas internacionais e mais de 130 apresentações em conferências nacionais e internacionais. Atualmente é presidente da Associação Argentina de Tecnologia do Concreto e membro da Comissão Consultiva de engenharia CONICET.

Marcelo Pecchio

Especialista em fabricação de clínquer e química do cimento, graduado e Mestre em Geologia e Mineralogia pela Universidade de São Paulo. Possui mais de 20 anos de experiência em análise de materiais, atuando principalmente na caracterização de materiais relacionados ao cimento e patologias do concreto por meio das técnicas de difração e espectrometria de raios-X e microscopias óticas e eletrônica de varredura.

Maria Alba Cincotto 

Bacharel em química pelo Instituto de Química da USP com Mestrado e Doutorado em Engenharia pela Escola Politécnica da USP. Desenvolveu intensas atividades no IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas, no Laboratório de Química de Materiais, até 1995. Atualmente é Consultora do Laboratório de Materiais de Construção Civil. Atua no Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica da USP desde 1991, como Pesquisador Convidado colaborando na Pós-Graduação pela orientação em Dissertações de Mestrado e Teses de Doutorado e Pós-doutorado em materiais de construção, reciclagem de resíduos. Professora do curso de pós-graduação: “Ciência dos materiais aplicada aos ligantes inorgânicos”. Consultor ad-hoc do CNPq e da FAPESP. Revisor de renomadas revistas nacionais e internacionais.

Roberto Juan Torrent

Engº Civil pela Universidad de Buenos Aires (1970) e Ph.D. pela Universidade de Leeds, na Grá Bretanha (1983). Atuou por 16 anos como Diretor do Departamento de Construções do INT, Instituto Nacional de Tecnología Industrial. Foi Diretor Técnico do ICPA, Instituto de Cimento Portland Argentino. Responsável pela área de tercnologia do concreto da Holcim Cimentos na Suiça por 20 anos. Consultor em tecnología de Cimento e Concreto e profesor de cursos de pós-graduação. Editor associado da revista Cement and Concrete Research e membro da RILEM.

Sandro Marden Torres 

Engenheiro Civil (UFPB, 1991), M.Sc Eng. Mecânica-Materiais (UFPB, 1999), PhD-Centre for Cement and Concrete (Sheffield-Inglaterra, 2004), Professor Adjunto IV do Departamento de Engenharia de Materiais-UFPB, onde atua na área de Ciência e Engenharia de Materiais, com ênfase no estudo de processos físico-químicos em materiais cimentícios, avaliados através de técnicas não-destrutivas, de avaliação micro estruturais e mecânicas. Durante sete anos, atuou como Engenheiro na construção de edifícios de múltiplos pavimentos. Fundador e coordenador do Laboratório de Tecnologia de Novos Materiais-UFPB, participa ativamente em áreas de desenvolvimento e durabilidade de materiais cimentícios, nos programas de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais, Mecânica e Energias Renováveis da UFPB.

Seiiti Suzuki

Engenheiro Químico, formado pela Escola Politécnica da USP, com mais de 20 anos de atuação na indústria do cimento nas áreas de produção, qualidade, coprocessamento, sustentabilidade e inovação. Possui especialização em engenharia de controle da qualidade e pós-graduação em Gestão Empresarial e Ambiental. Cursa o mestrado profissionalizante no Instituto de Pesquisas Tecnológicas e dedica-se à dissertação do tema pozolonas como material cimentício suplementar.  Atualmente ocupa o cargo de Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) na InterCement e representa a empresa junto à FICEM, CSI e ABCP nos grupos de trabalho de mudanças climáticas e emissões de poluentes.

Silvia R. S. S. Vieira

Geóloga pela USP (1983), com Mestrado (1989) e Doutorado (1996) em Geologia pela mesma Universidade. Atualmente é Gerente de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) na Votorantim Cimentos. Consultora líder na Holcim Group Support Ltd, Suíça de 2002 a 2013. Consultora técnica na Associação Brasileira de Cimento Portland, de 1993 a 2001. Representante da Suíça no grupo de trabalho “mercado e produtos” do CEMBUREAU (European Cement Association), entre 2008 e 2013. Participação como especialista na redação de normas técnicas na ABNT e no CEN European Committee for Standardization. Assessora industrial (“industrial advisor”) em projectos de pesquisa no âmbito do Nanocem, consórcio europeu que congrega instituições interessadas na pesquisa científica, em nanoescala, nas áreas de cimento e concreto. Revisora técnica de vários artigos científicos para a revista Cement and Concrete Research. Autora de vários artigos técnicos relativos a desempenho de cimento e concreto e durabilidade, em particular, reação álcali agregado.

Valdecir Angelo Quarcioni

Químico com mestrado e doutorado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Pesquisador e Chefe do Laboratório de Materiais de Construção Civil do IPT, com atuação em química de materiais de construção e ênfase em caracterização de materiais, hidratação de cimento, cal, gesso, aplicação de resíduos e subprodutos na produção de cimento Portland e durabilidade de materiais de construção civil. Professor do curso de Mestrado Profissional do IPT. Coordenador da Comissão de Estudos de Análise Química de Cimento do CB-18 da ABNT.

Yushiro Kihara

Geólogo graduado pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras da USP (1969), mestre em Mineralogia pelo Instituto de Geociências da USP (1973) e doutor em Mineralogia e Petrologia pelo Instituto de Geociências da USP (1982).Atualmente é professor doutor do Instituto de Geociências da USP e Gerente de Tecnologia da Associação Brasileira de Cimento Portland. Participa de vários comitês e comissões onde se destacam a Câmara Ambiental da CETESB de Produtos Minerais Não Metálicos do Estado de São Paulo, Comitês de Mudanças Climáticas da Indústria de Cimento, Grupo de Trabalho do Inventário Nacional dos Gases do Efeito Estufa, Comitê de Coprocessamento em  Fornos de Cimento, Cement Task Force coordenado pela Global Superior Energy Performance Partnership e Projeto Internacional de Sustentabilidade do Cimento do World Business Council for Sustainability Development. Autor e co-autor de trabalhos técnico-científicos publicados em revistas e anais de congressos nacionais e internacionais.

 

PATROCINADORES:
Patrocínio Diamante
Patrocínio Platina
Patrocínio Ouro
Patrocínio Prata